A pila e o pipi

23.1.13
Os homens são diferentes das mulheres. É um facto. Até o Isaac sabe disso - os meninos têm pila e as meninas pipi. O Nicolau ainda não sabe, ele acha que eu tenho uma pila, mas não deve faltar muito para perceber.E, ao contrário do que muita gente pensa, as diferenças são mesmo só essas. A pila e o pipi.
É claro que essa diferença faz muita diferença a partir de certa altura (as pilas espalham as sementes e os pipis que estiverem para aí virados recolhem-nas e pode acontecer de as donas dos pipis engravidarem, sem querer ou por querer, e depois parirem. Este último é um exclusivo das pessoas que têm pipis, porque há quem defenda que as pessoas que têm pila também engravidam), mas enquanto somos pequenos e ainda não nos ensinaram a ser meninas, quando temos pipi, e meninos, quando temos pila, as diferenças não existem. Será?
Eu sempre achei que sim, mas desde que tive os rapazes, dou por mim a pensar muitas vezes que são diferentes das raparigas e não, não tem nada a ver com carrinhos e bonecas. Ainda hoje o Isaac quis levar para a escola uma pen (que em casa queria pôr no microondas e na rua era uma espécie de arma de fogo que fazia barulho nas portas, nos carros e no céu) e uma alô kitty (que ele é mais francófono) em miniatura. Nem tem a ver com as roupas e acessórios, o Nicolau gosta mais de usar chapéus, sacos e ganchos no cabelo, do que alguma vez a Beatriz gostou na idade dele. Além disso, passa-se com sapatos. Verídico.
O que eu sinto é que há uma energia dentro deles diferente, como se estivessem programados para correr, correr, correr, correr, correr, correr ao passo que as meninas parecem programadas para argumentar, argumentar, argumentar, argumentar. Mas provavelmente é coincidência. Noutras casas haverá meninas que correm mais do que argumentam e meninos que argumentam mais do que correm.

14 comentários:

  1. Só te posso confirmar que sim. as meninas argumentam, argumentam, argumentam, argumentam. e que devem estar programadas para isso

    ResponderEliminar
  2. pura coincidencia...cá em casa as meninas correm, correm, correm, correm...por mais que eu tente po-las a argumentar!

    ResponderEliminar
  3. Eu, filha única,tornei-me "tia profissional" e acho que em 99% dos casos as meninas gostam de alô kitties e os rapazes de lutas. Tenho um sobrinho que desde que aprendeu a apontar o dedinho que vibra com caterpillars! E uma sobrinha que descobri instrospetiva no dia do seu 2º aniversário por ter a perna gôda...

    ResponderEliminar
  4. pois...:-) eu tenho um rapaz de 7 anos que argumenta, argumenta, argumenta até mais não. mas devo também dizer que ele corre, corre e corre como se não houvesse amanhã.

    ResponderEliminar
  5. adorei o post xD

    le-laissez-faire.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  6. cá em casa estamos no mesmo caminho...

    ResponderEliminar
  7. Há uma diferença, sim. E não tem a ver com loló kittys, nem com chapéus ou sapatos. Nem mesmo com argumentação, que o que mais argumenta cá em casa tem pila. É uma coisa qualquer dentro dos rapazes que os faz correr, correr, correr e gritar, gritar, correr, correr, fazer barulho, barulho e mais barulho.

    O cromossoma y tem o gene do barulho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo isso, "o cromossoma y tem o gene do barulho".

      Eliminar
  8. a viver num mundo feminino até ter dois filhos rapazes.........eles são físicos sim...qualquer coisa mete o corpo....depois há diferenças sim e/ou aproximações que conheci uma menina eléctrica( eu cá acho que também ajudava a falta de horas de sono a ritmos mais certos que lhe organizassem o sistema nervoso central porque uma vez adormeceu numa cama de bonecas tudo em volta a gritar a propósito de um aniversário...mas adiante que os meus dão-me que coçar a mim os filhos dos outros são para dar de coçar aos seus prórpios pais :))

    ResponderEliminar
  9. A minha menina corre e argumenta na mesma proporção e com a mesma velocidade. Supera-me. E confunde a Hello Kitty com a Minie e chama às duas o mesmo nome de fusão: Miti. Eu acho que as meninas têm uma visão do mundo mais panorâmica, no tempo e no espaço, os rapazes são do aqui e agora.

    ResponderEliminar
  10. Tenho então de informar o meu mais velho que, pelos vistos, ele deve ter um pipi (contra todas as evidências).

    ResponderEliminar
  11. Olá! :)
    Se esta a pensar baptizar o seu filhote ou casar, temos aqui uma proposta para si *.*
    Somos um grupo de música, que animamos qualquer tipo de cerimonias religiosas desde casamentos, baptizados, missas de festividades, entre outros.
    Deixamos aqui o nosso site para que conheçam um pouco mais do nosso trabalho e se gostar solicite orçamentos que teremos a maior disponibilidade e atenção para convosco.
    Faremos de tudo para que quem goste do nosso trabalho, tenha um dia inesquecível nas vossas vidas.

    Saudações Musicais

    Musicalma12: http://musicalma12.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  12. Há muitas diferenças e não tem a ver com feitios. Os rapazes estão quase sempre felizes, desde que satisfeitas todas as necessidades básicas, caprichos, rol de parvoeiras que metam lutas e cantigas parvas. Além disso, gostam de ser servidos e só dão conta que estamos tristes se uma lágrima nossa lhes saltar para cima da cabeça. As meninas são práticas, empáticas, preocupadas, dóceis e querem sempre ajudar. Cá em casa, o Gabriel pergunta e argumenta sobre o mundo, a Clara pergunta e argumenta, sobretudo, sobre a nossa vida, nós.

    ResponderEliminar