Em abono da verdade

4.12.12
Devo dizer que a minha mãe é uma pessoa insuportável. É uma mulher fora de série, que é, mas é insuportável e, apesar de muita gente dizer que somos parecidas, eu quero ser uma mãe muito diferente do que ela foi para mim, o que não deverá ser difícil, visto eu ter meios que ela nunca teve. E no entanto, é incrível como as coisas se repetem...
Próximo passo: viver mais como uma pessoa (sim, é um post de Junho, mas a minha memória tem destas coisas). Não sei a partir de quando o deixei de fazer.

8 comentários:

  1. :)
    Uma das razões pelas quais mudei o nome do meu blogue. Acredito que seja esse o caminho, como é que fomos cair nesta esparrela ? Bom, tenho uma leve ideia...
    Boa sorte ! Vai dando novidades e dicas.

    ResponderEliminar
  2. Eu vejo-me na mesma situação. O que é que não suportas nela? (não é cusquice, é só para ver se é uma coisa geracional, tipo se no fundo sou a minha mãe mas numa época diferente... é q eu nao quero de todo ser a minha mãe, mas se calhar sou).

    ResponderEliminar
  3. Ah, isso dá pano para mangas! mas basicamente aquilo que eu menos suporto é ela achar que só ela é que sabe, ela tem sempre razão, mesmo estando toda a gente a dizer-lhe o contrário. Se os outros dizem que não é assim, então é porque estão errados, mesmo que seja o mundo inteiro.
    Como mãe, fez o que sabia e o que podia e eu não terei sido a filha que ela gostaria que eu fosse, mas gostava que ela me tivesse facilitado um bocadinho mais a vida. Ou não, porque se calharé por isso mesmo que sou o que sou: às vezes uma merda, outras vezes um espectáculo :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mmmm... isso é a descrição da minha avó.

      Eliminar
  4. Mas esse é que é o problema das mães de hoje em dia: têm de abraçar a onda positivista, não podem simplesmente distribuir tabefes quando os miúdos se passam, têm de balancear o fofinhismo e a motivação. É uma exigência do caraças.

    ResponderEliminar
  5. AAAHHHHHH e eu que penso que só eu tenho uma mãe insuportável! O que eu podia dizer da minha mãe...não me ajuda em nada...mete defeitos em tudo o que faço. Diz que tenho sempre a casa desarrumada, não me consigo despachar a tempo, estendo mal a roupa, passo mal a sopa dos meus filhos quando são bebés (ela teve dois filhos, e eu três..logo terei mais experiência, não?), escolho mal os homens (vou no segundo relacionamento)tenho tantos defeitos que tenho alturas em que acho que sou um nojo. A minha mãe tem mais uma particularidade que penso ser muito rara...ama as namoradas do meu irmão....e agora ama a mulher dele...é normal? Para piorar a situação, vivo mesmo por cima da minha mãezinha...bom não é? Actualmente estou numa fase em que fico nervosa só de pensar na minha mãe...e vem aí o natal, que sinceramente não me apetece passar com ela!! Calita...tu és o máximo a escrever! Leio-te todos os dias...revejo-me em montes de situações, só não tenho tanta coragem como tu...não conseguia estar em casa como tu.

    ResponderEliminar
  6. Pá, o amor entre pais e filhos não é nada recíproco... Eu para o meu filho do meio "Pá, tu és tão lindo, tão lindo, que até tenho medo que vás na rua e te roubem pq de certeza que há pessoas que queriam um filho assim tão giro". Ele: "Não faz mal, eu tb queria outros pais, vocês zangam-se muito". A sério?! É por estas e outras que as mães deixam de elogiar os filhos e só lhes põe defeitos.

    ResponderEliminar
  7. A minha mãe também é insuportável...

    ResponderEliminar