A liberdade é sobrevalorizada #2

10.11.13
Eles estão a caminho de Lisboa. Eu estou no Porto sozinha. Pensei que ia ouvir trombetas e cânticos de aleluia. Pensei que ia sair de casa a correr, com os cabelos soltos ao vento e de braços abertos para receber a querida liberdade. Pensei que ia fechar os olhos e sorrir como aquelas gajas que comem iogurtes não sei de quê na televisão.
E afinal, estou para aqui feita parva a olhar à minha volta e achar isto um bocado estranho.

7 comentários:

  1. podíamos tomar um café, ou o c... ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. olha que bem pensado! mas agora vou aquecer frango do churrasco e beber meia garrafa de vinho, está bem?

      Eliminar
  2. Aconteceu-me o mesmo, tal e qual, quando fiquei na nossa casa em Portugal e a família toda (inclusivamente o cão) regressou à Alemanha. É muito estranho estar entre paredes que só conhecem outros hábitos e ritmos.

    ResponderEliminar
  3. ...e não te ter dado para chorar....

    ResponderEliminar
  4. Primeiro estranha-se... mas depois entranha-se!! :)

    http://osmeusosteusosnossos.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  5. vícios, abstinência, hábitos e assim. nada que não tenha cura. :)

    ResponderEliminar