Perguntas que eu gostava mesmo de saber a resposta

6.5.13
Eu não sou a única mãe no mundo que se está a marimbar para o dia da mãe, pois não?

17 comentários:

  1. Os meus pais sempre me disseram que o dia do Pai e da Mãe foram inventados por governos fascitas para incentivar a natalidade... :)Por isso, não é a única.

    ResponderEliminar
  2. Ingrata. Mais beijos e abraços do que é costume. Presentes made by filhos. Os olhos deles ansiosos por verem a tua felicidade ao receber... Não te podes marimbar para o teu dia quando eles lhe dão importância.

    ResponderEliminar
  3. Mas viste que disfarcei bem, não viste?

    ResponderEliminar
  4. Eu que sou filha não me esqueço que sou mãe à quase 32 anos,e sim gosto muito de festejar este dia e de ver todo o cuidado com que os meus filhos me preparam sempre qualquer coisa.Mas os dias da mãe mais importantes para mim foram aqueles domingos em que as minhas filhas em anos diferentes ,foram finalistas nos seus cursos e eu pôde assistir a benção das pastas.....
    E sim adoro o dia da mãe!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderEliminar
  5. Eu gosto muito do dia da mãe e do dia do pai, mas penso sempre em como é dilacerante para as crianças que não têm mãe estar uma semana na escola a fazer prendas. Este ano foi ainda mais presente este sentimento porque tinha acabado de conhecer duas meninas que perderam a mãe há seis meses e do pai me contar que a de seis anos desmaia na escola quando se fala no dia da mãe. E isto para mim é a coisa mais difícil de lidar no mundo.
    Mais vale não fazer dias com elevadas cargas emocionais, ainda que seja para proteger uma minoria de crianças.
    Bom, vou sair daqui.

    ResponderEliminar
  6. eu adoro o dia da Mãe :)
    se calhar porque estou grávida do 2º e o 1º só tem 2 anos!
    Mas acho que vou gostar sempre, parece-me.
    Deixe lá, são feitios.
    Mas cheira-me que um dia, quando eles já não ligarem a isso, se lembre desses presentes e desses beijos a mais.
    Maria da Luz

    ResponderEliminar
  7. O dia da mãe faz parte de um leque de "dias de..." que decidiram institucionalizar, porque até dá jeito para promover o comércio. A sério? Dia da mãe? Porquê? Não devemos reconhecer todos os dias que as nossas mães são um grande marco na nossa vida, que elas nos vão amar para sempre e que farão sempre tudo por nós???
    As crianças só dão importância ao dia da mãe, por que a sociedade assim as ensina. Ontem, lá em casa, nem sequer mencionei o facto de ser dia da mãe aos meus filhos (têm 3 e 4 anos) e o dia correu lindamente!!!
    Estes "dias de..." só servem para promover o comércio e para fazer algumas minorias sentirem-se ainda pior.
    Filipa

    ResponderEliminar
  8. Muito do pior deste dia institucionalizado (como outros, diga-se, em abono da verdade) é parte (e sublinho) da memória que nos/me traz: educadoras de infância a pressionarem as crianças para fazerem a prenda bem feita para a "querida mamã", obliterando o resto dos dias, iguais (incluo as educadoras). Cheguei a receber presentes começados, acabados ou integralmente feitos por educadoras.

    Não guardei nada do que me ofereceram as minhas filhas (18 e 15 anos), nestas condições. Guardei, em contrapartida, uma quantidade de aprazível tralha emocionante e emocionada saída espontaneamente de ambas e mesmo essa tralha, sabem-no também elas, não me/nos interessa a ponta de um corno. Guardo-a pela memória que quero que preservem: todas nós, aqui como ali, meio perdidas com riso e lágrimas. A isto, chama-se dias.

    ResponderEliminar
  9. Não vale a pena sermos extremistas, dizer que o dia da mãe não interessa nada, que é tudo uma invenção de governos fascistas e do comércio para vender mais ou que sim, que interessa muito, e que ai, nem pensar não ter uma prenda, que horror!. Nesse caso, os presentes feitos pelos próprios na escola, e não pelas suas educadoras, também não têm importância. Como seria um dia da mãe sem uma palavra, um cartão, um beijo especial? Nesse caso se calhar já passava a interessar alguma coisa. Os dias não valem por si mas apenas enquanto pretextos para assinalar, seja de que maneira for, o factod e estarmos juntos. E mais do que nunca, na correria em que vivemos, precisamos de pretextos, senão acabamos por deixar cair todas as datas no esquecimento. Dia da mãe é todos os dias, 24 horas. Teresa Alves

    ResponderEliminar
  10. Nope. Talvez não seja a melhor maneira de fazer um comentário inicial em blog alheio, mas a verdade é que o dia da mãe chegou e passou e eu fiquei na mesma. Minto, na mesma + uma birra porque não deixei a minha criatura subir uma escada. ;)

    ResponderEliminar
  11. Eu passei uma vergonha no Domingo, dia da mãe e dia em que o meu filho fez a festa dos seus 6 anos, porque todas as mães que lá foram deixar as crianças, levavam ao pescoço o colar que os filhos tinham feito na escola. TODAS. Até que uma perguntou "então não traz o colar que o seu filho deu"? e eu, envergonhada disse "tive medo de o perder".
    Eu acho todos esses dias um autêntico disparate. Dia dos namorados, dia do pai, dia do avô, mas senti-me algo pressionada com aquele comentário.
    sara

    ResponderEliminar
  12. Eu também não ligo, mas acho graça às prendas da escola. Em casa não se faz nada diferente, e gosto assim. Este ano o João levou os 2 mais velhos ao cinema (porque calhou) e eu fiquei com a mais nova em casa, que adormeceu (algo raro). Confesso que me soube melhor do que qualquer actividade em família: estar sozinha sem ouvir "oh mãeiii"!

    ResponderEliminar
  13. Tal como tu.. sorriso de orelha a orelha.. muitos abraços e mimos.. gosto do dia da mãe por eles..
    Para mim tds os dias são dia da mãe.. e a minha cabeça nesse dia não se consegue desligar daquelas crianças que não tem ou ja perderam a mae.. enfim

    ResponderEliminar
  14. Tal como tu.. sorriso de orelha a orelha.. muitos abraços e mimos.. gosto do dia da mãe por eles..
    Para mim tds os dias são dia da mãe.. e a minha cabeça nesse dia não se consegue desligar daquelas crianças que não tem ou ja perderam a mae.. enfim

    ResponderEliminar