Nós

13.3.13
Quando chegamos ao nosso local de trabalho e nos perguntam como está o nosso filho e nós desatamos num pranto, sabemos que essa coisa de ter uma profissão claramente não é para nós.
Nós somos pessoas de andar com os putos a tiracolo de um lado para o outro, cheios de ranho e migalhas de pão. De vê-los transformarem-se em croquetes na praia e rangers no jardim. De dizer muito mal da nossa vida, porque os putos isto e os putos aquilo e não há paciência. Somos pessoas de os querer sempre perto, e muitas vezes longe, sem dias e horas marcados para isso. Somos pessoas de decidir em cima da hora ir passar um fim-de-semana a qualquer sítio, mesmo sabendo que o mais provável é a coisa não correr muito bem. Somos pessoas que levantam pedras à procura de moedas, mas em vez disso encontram centopeias (e se a vida te dá centopeias...). Somos pessoas que decidiram usar a primeira pessoa do plurar, em vez do singular, por razões que nos ultrapassam.

8 comentários:

  1. Coisa mais linda e ternurenta, este post. Sai um abraço para a Calita :)

    ResponderEliminar
  2. E posto este post, em que pontos estamos?

    ResponderEliminar
  3. E pensar que vai ser sempre assim até sermos velhinhas... ;)

    ResponderEliminar
  4. Porra mulher!!! Tu decide-te...gostas de estar com os putos? Ou gostas de trabalhar???

    ResponderEliminar
  5. E sem te conhecer já gosto de ti! :)

    ResponderEliminar
  6. meu Deus... q bom sentir q nao sou a unica!!
    este texto... entra em mim e fotografa a minha alma com uma exactidao inexplicavel!
    bjinhos e mta força nesse papel de mae e trabalhadora ;)

    ResponderEliminar