A minha filha

28.10.11
A minha filha sai de casa, muitas vezes, mal vestida. Eu olho para ela, ela percebe que não aprovo fica à espera que lhe diga alguma coisa e como me limito a revirar os olhos e, às vezes, a suspirar lá vai feliz e contente pelas escadas abaixo (para depois vir escadas acima recolher o que se esqueceu).
A única coisa que não pode fazer é trocar as estações do ano, e a miúda é perita nisso, ou levar os únicos sapatos de saltos que existem aqui em casa (os que eu usei no meu casamento). De resto que se vista como entender, porque pelos vistos quem tem mau gosto sou eu e os gostos não se discutem e o importante é uma pessoa sentir-se bem e mais isto e aquilo.
Além disso, prefere perder tempo a esconder a roupa em montes atrás da cama do que arrumá-la, porque simplesmente não consegue. E eu já a vi tentar, ela não consegue mesmo arrumar coisas. É assustador!
Depois há a comida, os não gosto disto, não gosto daquilo e sei lá eu que mais.
Mas também acontece a minha filha chegar a casa e perguntar-me: "Temos Os Maias?" e eu dizer que "Sim" e ela perguntar se pode lê-lo e eu "Claro". E, pronto, esqueço-me do resto. 

1 comentário:

  1. A Beatriz tem bom gosto. Os Maias são dos meus livros favoritos.

    ResponderEliminar